sexta-feira, 23 de março de 2012

CASO ANDREIA: ANDREI É CONDENADO A 18 ANOS DE PRISÃO E OS PAIS A 19 ANOS

Família Thies, da esquerda para a direita: Mariana, Hamilton e Andrei Thies
Julgamento da família durou três dias e o resultado final foi lido na noite desta quinta-feira.
Terminou o julgamento da família Thies. Pai, mãe e filho estavam sendo julgados pela morte da gaúcha Andreia Rosângela Rodrigues, crime cometido em agosto de 2007, em Nova Parnamirim. O sargento da Aeronáutica Andrei Bratkowski Thies, que era réu confesso, foi condenado pelo homicídio, bem como os pais dele, Mariana e Amilton Thies.
O julgamento da família Thies vinha sendo realizado desde a última terça-feira (22), no Fórum Tabelião Otávio Gomes de Castro. O sargento Andrei e os pais dele, Amilton e Mariana Thies, estavam presos desde o ano de 2007, após investigações da Polícia Civil que apontaram para a culpabilidade deles. O sargento foi condenado a 16 anos pelo homicídio e mais 2 anos pela ocultação do cadáver.
Mariana Thies foi condenada a 16 anos e seis meses por homicídio e mais 2 anos e seis meses por ocultação de cadáver, totalizando 19 anos de condenação. Já o marido dela, Amilton Thies, foi condenado a 16 anos e 6 meses por homicídio e mais 2 anos e 6 meses por ocultação de cadáver, também totalizando 19 anos.
Andreia Rosângela Rodrigues foi assassinada no dia 22 de agosto de 2007, após dizer ao marido que iria sair de casa com a filha de um ano. Ela e Andrei Thies eram namorados desde 2000, mas a família do sargento não aceitava a união. Em diversos depoimentos, testemunhas relataram os desentendimentos dela com a sogra e o sogro e, inclusive, brigas e agressões.
Isso teria motivado Andreia a querer voltar para o Rio Grande do Sul, onde moravam seus familiares. No entanto, Andrei não permitiu e teria matado a companheira. Depois disso, o acusado teria colocado o corpo dela na geladeira e, na sequência, enterrado no quintal da casa dos pais, em Ponta Negra.
Fonte: Portal B.O


Nenhum comentário:

Postar um comentário