sexta-feira, 4 de março de 2016

A HISTÓRIA POLÍTICA DE RIACHO DA CRUZ REGISTRA TRÊS CASOS DE VEREADORES QUE DEIXARAM A SITUAÇÃO E FORAM PARA A OPOSIÇÃO



Após a desfiliação da vereadora Iranilda do DEM onde filiar-se-á ao PSD, deixando, assim, a base aliada da prefeita Bernadete Rêgo, nos despertou uma certa curiosidade, qual seja, seria a primeira vez que um membro do parlamento municipal a deixar a situação e caminhar de mãos dadas com a oposição em Riacho da Cruz?

Para responde esta pergunta, realizamos uma pesquisa e descobrimos que este caso não é inédito na política riachocruzense e sim o terceiro a ser registrado.

O primeiro caso foi com a então, na época, vereadora Maria de Lurdes que eleita em 1982 pelo partido político o qual se chamava ARENA (que posteriormente mudou de nome e passou a se chamar PDS, depois PFL e hoje DEM) que era o partido da situação, sendo que na campanha seguinte (1988) a senhora Maria de Lurdes disputou a reeleição no PMDB que fazia oposição ao grupo político liderado pelo senhor Vilene Rêgo. Fato que ficou registrado como sendo o primeiro caso de um parlamentar que deixa a base aliada em Riacho da Cruz e caminha junto com a oposição.

O segundo caso foi o do então vereador eleito em 1992 Aldo Rêgo que na época era filiado ao PFL (hoje DEM). Na eleição seguinte (1996) Aldo Rêgo deixa a base aliada e tenta a reeleição na oposição não obteve êxito, registrando-se o segundo caso em que um vereador deixa a base aliada para seguir junto com a oposição.

O terceiro caso, como é de conhecimento de todos, é o da vereadora Iranilda que recentemente deixou o DEM e filiar-se-á ao PSD do governador Robson Faria e que é presidido no município pelo seu filho, o engenheiro Altair Flanklin

A vereadora Iranilda começou um processo de afastamento da base da prefeita no ano se 2014 quando não seguiu a orientação da Chefe do Executivo ao apoiar a candidatura de Robson Faria o qual saiu vitorioso, porém esta decisão lhe custou o isolamento político do seu próprio grupo o que não poderia ser outra a decisão da vereadora de não mais seguir com a situação.

Entre em contato!
a.adrianofp@gmail.com


Nenhum comentário:

Postar um comentário