segunda-feira, 4 de junho de 2012

PM FERIDO EM BRIGA DE POLICIAIS PASSA BEM E COMANDO GERAL INVESTIGA CASO

Quartel do Comando Geral

O policial militar Márcio Albuquerque de Souza, do Comando da Polícia Rodoviária Estadual (CPRE) passa bem após ter sido baleado na madrugada desse sábado (2), na Shock Casa Show, na estrada da Redinha, Zona Norte de Natal.

Na ocasião, uma briga entre dois policiais militares identificados como Adriano Lúcio Feliciano da Silva, 36 anos, do Centro de Formação da Polícia, morto a tiros na confusão, e Jamilton Eckstin Nascimento Pereira, 32 anos, lotado no 4º Batalhão, acusado, terminou atingido acidentalmente o terceiro policial.

Márcio Albuquerque de Souza foi encaminhado para o Hospital Santa Catarina e permanece internado. Com uma bala alojada no pulmão, o policial militar não passará pelo procedimento cirúrgico por os médicos entenderem que seria arriscado.

MEMÓRIA

Uma briga entre policiais de folga na madrugada deste sábado (02) na Shock Casa Show, na estrada da Redinha, Zona Norte de Natal, deixou um saldo de um Policial Militar morto e outro ferido. De acordo com o tenente Leão, o fato ocorreu por volta das 4h30, durante um show que ocorria no local. O policial militar do Centro de Formação da Polícia, Adriano Lúcio Feliciano da Silva, 36 anos, foi morto após uma discussão com o PM Jamilton Eckstin Nascimento Pereira, 32 anos, lotado no 4º Batalhão. O ferido foi um outro policial, identificado como Márcio Albuquerque de Souza, da CPRE.

Segundo a Polícia Militar, a confusão se iniciou com uma discussão entre Jamilton Eckstin e Adriano Lúcio, mas não foi informada a causa da briga. Populares testemunharam que os dois envolvidos teriam começado uma briga que terminou com a morte de um deles e um terceiro PM atingido. O tenente Leão informou que o policial ferido, Márcio Albuquerque estava no grupo de Jamilton e foi ferido acidentalmente. O PM da CPRE foi socorrido e levado para o pronto-socorro Clóvis Sarinho, onde ainda está internado em observação.

Ainda segundo a polícia, ainda não se sabe o que originou a confusão. O caso foi encaminhado à delegacia de Plantão da Zona Norte. Segundo o Coronel Alarico Azevedo, um dos policiais que se envolveram na confusão já se apresentou. "A arma dele foi apreendida e ele detido. Ele responderá na justiça comum, além de um processo administrativo que será aberto para avaliar sua conduta", explicou o Coronel.

PORTARIA PROÍBE USO DE ARMA EM EVENTO 

O Comandante Geral da Polícia Militar do Rio Grande do Norte, o coronel Francisco Canindé Araújo, afirmou que a conduta do PM Jamilton Eckstin Nascimento Pereira, 32 anos, lotado no 4º Batalhão, autor do disparo, será investigada.
As investigações visam constatar se o policial agiu de encontro a uma portaria publicda em 5 de marçoo deste ano que regula o porte de arma de fogo do policial militar do Rio Grande do Norte.

Segundo O coronel, o PM certamente feriu o artigo 30, onde o policial de folga não pode usar arma de fogo em eventos.
Fonte DN Online 

Nenhum comentário:

Postar um comentário