segunda-feira, 23 de junho de 2014

DEPUTADA ESTADUAL MÁRCIA MAIA

Deputada estadual em seu quarto mandato, Márcia é formada em Ciências Sociais pela UFRN e filiada ao Partido Socialista Brasileiro. Ao longo de sua vida pública, ocupou diversos cargos no Executivo Estadual e Municipal, com destaque para o tempo em que ficou à frente da Secretaria Estadual do Trabalho, Habitação e Assistência Social (Sethas), entre os anos de 2003 e 2005.

Já ocupou a vice-presidência da Assembléia Legislativa (2007-2010), onde tem atuação sempre marcante e destacada, tendo inclusive sido eleita a Parlamentar do Ano de 2007.

Márcia é uma parlamentar fortemente ligada às causas socias e possui uma imensa folha de serviços prestados às populações natalense e potiguar. O foco da sua atuação se encontra no combate à pobreza, na geração de empregos, na área da habitação e na viabilização de oportunidades para que as pessoas, sobretudo as mais humildes, possam viver a sua cidadania de forma plena.

Sua atuação na área de assistência social como começou como Assessora Técnica da Secretaria das Regiões Administrativas do município do Natal. Desde então, ela já foi Presidente da Associação de Atividades de Valorização Social – ATIVA, Secretária de Trabalho e Assistência Social do município de Natal por três vezes e Secretária executiva do Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente.


O trabalho se estendeu à presidência do Conselho Municipal de Assistência Social de Natal e da Comissão Municipal do Trabalho (COMUT). Representando municípios do RN, Márcia Maia integrou a Comissão Gestora Bipartite e, posteriormente, se tornou Presidente do COEGEMAS - Colegiado Estadual dos Gestores Municipais de Assistência Social.

Hoje, em seu quarto mandato de Deputada Estadual na Assembleia Legislativa do Rio Grande do Norte, Márcia Maia preside a Frente Parlamentar da Criança e do Adolescente e da Frente Parlamentar de Juventude.

Márcia Maia é filha de  Lavosier Maia e Wilma de Faria, velhos conhecidos da política norte-riograndense. 

Fonte: AL/RN

Nenhum comentário:

Postar um comentário