quinta-feira, 21 de fevereiro de 2013

GIRO PELA NOTÍCIA

imagem_principal




HENRIQUE ALVES
O presidente da Câmara dos Deputados Henrique Alves (PMDB) quer,  segundo o colunista Ilimar Franco, unir os líderes da Casa para discutir a extinção dos famigerados 14º e 15º salários dos parlamentares. A proposta, claro, é rejeitada nos bastidores. É típico caso de algo simpático para a opinião pública que os políticos não gostam nem de ouvir falar nos bastidores.




INSATISFEITOS
Não adiantou a governadora Rosalba Ciarlini fazer uma média com os professores exumando as gratificações suspensas desde 2006. A categoria já mandou avisar que faz uma parada de advertência nos dias 12 e 13 de março. Na pauta a reestruturação do planos de cargos e carreiras dos professores e o pagamento do retroativo da atualização do piso nacional da categoria. Como não há cobrança dos tradicionais reajustes por perdas temos o sinal de que o governo foi correto nesse ponto. No entanto, a indicação de greve mostra que não está havendo diálogo. Os governistas vão dizer que a greve é política, o sindicato vai lembrar que toda greve é política. Discursos que se repetem.

Nenhum comentário:

Postar um comentário