quarta-feira, 28 de setembro de 2011

PM FLAGRA ARMA DE FOGO EM MOCHILA DE ESTUDANTE EM ESCOLA NO BAIRRO COSTA E SILVA


Policiais militares foram ontem pela manhã a uma escola no bairro Costa e Silva e flagraram na mochila de uma aluna uma arma escondida entre os livros e cadernos. Uma garrucha Rossi calibre 22 foi encontrada na mochila de uma menina de 12 anos, que disse aos policiais que a arma foi plantada por um garoto na hora do intervalo.
Segundo a diretora da escola, por volta das 9h30, durante o intervalo, um aluno entrou no banheiro e viu um menino mostrando a arma aos colegas. Assustado com a cena, o estudante comunicou à direção que havia uma arma no estabelecimento de ensino, logo a PM foi chamada para se certificar da situação.

Com a chegada dos policiais foi solicitado que os alunos apresentassem as bolsas e quando a menina apresentou o material escolar a arma estava junto. Ela disse que já tinha visto a arma em seu material, porém ficou muito assustada e teve medo de denunciar. "Ela é vítima do dono da arma, só tomou consciência da gravidade do fato, quando os policiais disseram que se ela fosse maior de idade seria presa por porte ilegal de arma, momento em que ela se desesperou e começou a chorar copiosamente", explicou a diretora.

Os pais da menor foram chamados à escola para acompanhar a garota à Delegacia Especializada no Atendimento ao Adolescente Infrator (DEA), onde foi lavrado um Termo Circunstancial de Ocorrência (TCO) e em seguida liberada para voltar para casa.

O caso será apurado pela DEA, que deverá ouvir alunos e funcionários para saber quem levou a arma para a escola. Ainda de acordo com a diretora, a notícia da arma na escola assustou alunos, funcionários e professores que ficaram com medo que acontecesse algo parecido com o que houve em São Paulo, onde um menino de 10 anos levou uma arma para a escola, atirou na professora e em seguida se matou. "Depois do ocorrido em São Paulo ficamos assustados, felizmente nada de grave aconteceu com ninguém", disse.

A polícia orientou a direção da escola a pedir autorização aos pais para revistar as mochilas dos alunos na entrada de cada turno.
Fonte: O Mossoroense

Nenhum comentário:

Postar um comentário