segunda-feira, 7 de maio de 2012

AGORA É OFICIAL: ROSALBA CIARLINI OFICIALIZA PRESENÇA DO MARIDO NO GOVERNO

A governadora Rosalba Ciarlini já decidiu que o marido e ex-deputado Carlos Augusto Rosado assumirá o Gabinete Civil do Governo do Estado. 

O engenheiro Jaime Mariz, atualmente no cargo de secretário de Previdência Complementar do Ministério da Previdência Social, substituirá Obery Rodrigues na Secretaria de Planejamento. 

As mudanças discutidas pelo recém-criado Conselho Político do Governo [DEM, PMDB, PSDB, PR e PMN] serão anunciadas oficialmente durante a próxima semana.

Desde o início do governo, Rosalba Ciarlini é criticada pela suposta influência do marido nas decisões governamentais, fato que ela não nega e que justifica como resultado de uma convivência familiar e política de mais de 40 anos. A governadora decidiu oficializar a colaboração do esposo. O ato de nomeação de Carlos Augusto é arriscado, pois nenhum gestor deve nomear alguém que não possa exonerar.
Já a presença de Jaime Mariz se deve à experiência do engenheiro como gestor público em cargos dos governos estadual e federal somada à estreita ligação com o ministro da Previdência, Garibaldi Alves Filho, um dos líderes do PMDB. Com a nomeação de Mariz, Rosalba se aproxima mais do comando peemedebista.

Obery Rodrigues deverá assumir a vaga de conselheiro do Tribunal de Contas do Estado em aberto desde a aposentadoria de Alcimar Torquato, no ano passado. A cadeira no TCE estava reservada à prefeita de Mossoró, Fafá Rosado, nas negociações da eleição na cidade. Mas a prefeita decidiu encerrar o mandato.

O nome do promotor José Augusto Peres ainda não está descartado para assumir Secretaria de Justiça e Cidadania, mas os conselheiros da governadora sugeriram uma análise melhor da nomeação. A presença de um membro do MP dentro do governo incomada alguns políticos que influenciam as decisões de Rosalba Ciarlini.

Há quem defenda a nomeação de um policial federal para o comando da Sejuc. Aldair da Rocha, secretário de Segurança Pública e Defesa Social, oriundo da PF, estaria sondando nomes em Brasília.

Com a exoneração do médico Domício Arruda, a governadora analisa a nomeação de um gerente para a Secretaria da Saúde. Segundo minha fonte na Governadoria, não é necessário que seja um médico. O melhor ministro da saúde que o país teve foi um economista, José Serra, considera o grupo da governadora.
Para ocupar o Turismo, Rosalba ainda aguarda um nome do PMDB. Ela espera superar a crise após a saída de Ramiz Elali, indicação dos peemedebistas, que largou a pasta acusando desprestígio no governo. Como as coisas se encaminham para o fortalecimento do grupo de Garibaldi Filho no governo, é provável que o PMDB também fique com o turismo.

Alguns conselheiros da governadora defendem mudanças na Secretaria de Comunicação do Governo do Estado. A avaliação é que Rosalba Ciarlini estaria sendo injustiçada. O governo lista uma série de ações: duplicação de avenidas como a Olavo Montenegro, o prolongamento da Prudente de Morais, as demais obras de mobilidade, a ampliação da avenida Roberto Freire, a Arena das Dunas, a construção de mais de 3 mil casas populares, entre outras ações. E a impressão no núcleo duro do governo é que estas informações não chegam na ponta, ou seja, não chegam ao público.

Em crise, Rosalba Ciarlini mexe no primeiro escalão para evitar a "micarlização" do seu governo. Mas o que fica é a nomeação de Carlos Augusto Rosado como "primeiro ministro" da atual administração estadual.
Fonte: Nominuto

Nenhum comentário:

Postar um comentário