segunda-feira, 22 de julho de 2013

SESED ACOMPANHA DADOS DO MAPA DA VIOLÊNCIA E DIRECIONA AÇÕES A PARTIR DAS ANÁLISES ESTATÍSTICAS

O secretário de Estado da Segurança Pública e da Defesa Social do Rio Grande do Norte, Aldair da Rocha, acompanhou a evolução dos dados divulgados no Mapa da Violência 2013, pelo Centro de Estudos Latino-Americanos, dando conta que, no período de 1980 a 2011, as mortes não naturais e violentas (acidentes, homicídios ou suicídios) de jovens cresceram 207,9% e se forem considerados apenas os assassinatos, o aumento foi de 326,1%.

O mesmo estudo mostra que Natal é considerada um novo polo de violência, sendo a capital que registrou o maior crescimento de homicídios de pessoas entre 15 e 14 anos (267,3%).

Aldair da Rocha explica que o envolvimento de jovens, cada vez mais cedo com a criminalidade, é uma realidade em vários pontos do mundo, e que esse tipo de problema deve ser combatido não apenas com ações de Segurança Pública, mas, sim, com uma gama de atividades socioeducativas, que devem contar com participação de gestões municipais, estaduais e federal, numa integração ampla e preventiva. “Não adianta querer combater o crime, sem antes desenvolver ações sociais competentes”, avalia.

O secretário cita o exemplo do Proerd, programa de prevenção às drogas, que já beneficiou mais de 300 mil crianças e adolescentes de escolas públicas e privadas no Estado, como iniciativa incentivada pelo Governo do Estado. “O Mapa da Violência apresenta dados desde 1980 até 2011, mas é importante lembrar que somente a partir de 2011 o Rio Grande do Norte trata seus dados estatísticos da Segurança Pública de forma científica, com a implantação da Subcoordenadoria de Estatística e Análise Criminal. Antes, o que tínhamos era um levantamento empírico, sem nenhum estudo especializado. E justamente a partir desses dados tabulados e analisados corretamente, nós temos definido nossas ações de combate aos criminosos”, esclarece.

A Sesed ainda conta com a Coordenadoria de Programas para a Cidadania (CPCID), que trabalha com ações junto às comunidades, incentivando a participação popular na discussão dos problemas e no apontamento das soluções.

Com a recente assinatura do Termo de Cooperação Técnica entre Governo do Estado, Prefeituras e Ministério da Justiça, a implantação do Programa Brasil Mais Seguro está na fase de projetos, para que sejam deflagradas políticas preventivas e ostensivas visando a redução da criminalidade e violência em todas as suas formas, especialmente nas áreas de maior vulnerabilidade.


“Nossa Secretaria também está fortalecendo o Gabinete de Gestão Integrada, com a instalação de Câmaras Temáticas, como a de monitoramento e avaliação dos inquéritos de homicídios. Também precisamos ressaltar a necessidade de as Prefeituras Municipais colocarem suas Guardas em funcionamento, como apoio ao trabalho desenvolvido pelas polícias nos municípios. Continuamos com o propósito de trabalhar em prol da sociedade potiguar, seguindo as orientações da nossa governadora Rosalba Ciarlini”.
Por Assessoria Sesed/RN

Nenhum comentário:

Postar um comentário