sábado, 27 de abril de 2013

REPRESENTANTES DO BANCO MUNDIAL SE REÚNEM PARA TRATAR DO PROGRAMA SEMIÁRIDO POTIGUAR

Em reunião realizada na manhã desta sexta-feira (26), a governadora Rosalba Ciarlini recebeu na Governadoria representantes do Banco Mundial, o secretário de Estado do Meio Ambiente e dos Recursos Hídricos, Leonardo Rêgo, e a coordenadora da Unidade de Gerenciamento de Projetos do programa Semiárido Potiguar UGP/PSP, Iêda Cortez, para tratar sobre os projetos desempenhados no Rio Grande do Norte.

No encontro, Rosalba Ciarlini falou da importância de projetos em todo o estado, principalmente devido à seca. “Programas hídricos no estado oferecem assistência técnica e melhora a qualidade de vida das pessoas”, afirmou a Governadora.


Durante a reunião, foi analisado o Programa de Desenvolvimento Sustentável e Convivência com o Semiárido Potiguar (PSP) que é financiado pelo Banco Mundial e tem o objetivo de dar sustentabilidade e assegurar renda para os agricultores da região através de políticas institucionais, técnicas e funcionais para a gestão adequada dos recursos hídricos no estado, promovendo o desenvolvimento social, econômico e ambiental.

As representantes do Banco Mundial, Paula Freitas e Etel Bereslawske, vieram a Natal conferir de perto os projetos realizados financiados pelo banco. “Nas últimas semanas trouxemos uma equipe para acompanhar os andamentos do PSP e ainda temos várias atividades a serem executadas no estado”, disse Paula Freitas.

No final do encontro, ainda foi avaliado o Projeto RN Sustentável, que prevê a liberação de recursos a serem aplicados em projetos sustentáveis para melhorar os serviços de educação, saúde e segurança no RN. De acordo com o secretário de Recursos Hídricos, ainda existem aproximadamente R$ 30 milhões disponíveis para o projeto, dentre as ações programadas está a recuperação de cinco barragens. A Governadora garantiu que as licitações serão lançadas em breve, o que será uma resolução emergencial para ajudar a amenizar os efeitos da seca no Rio Grande do Norte. “Mesmo com a aproximação do prazo para a execução dos projetos, essa é uma medida imediata e que mesmo com o atraso de licitação e de projetos, vamos conseguir executá-los”, assegurou a Rosalba.
Por Assecom-RN

Nenhum comentário:

Postar um comentário