sexta-feira, 6 de julho de 2012

GOVERNO DO PERNAMBUCO ANUNCIA POLÍTICAS PARA MELHORIA DA REMUNERAÇÃO NAS POLÍCIAS


Imagem ilustrativa

Nesta sexta-feira (6), o governo de Pernambuco vai anunciar, no Palácio do Campo das Princesas, no Recife, um pacote de medidas – com decretos e projetos – que envolvem o Pacto Pela Vida, criado para prevenir e controlar a criminalidade no estado. O anúncio das novidades acontece durante a solenidade de posse do novo comandante da Polícia Militar (PM), coronel Luiz Aureliano, e do novo chefe da Polícia Civil (PC), Osvaldo Moraes. O pacote de medidas inclui jornadas extras de trabalho e aumento nas gratificações.

De acordo com o secretário de Defesa Social, Wilson Damázio, que deu entrevista ao Bom Dia 
Pernambuco desta sexta, a intenção é beneficiar a operacionalidade dos quatro órgãos comandados pela SDS - polícias Civil, Militar, Científica e Corpo de Bombeiros. “Para que isso aconteça, estamos privilegiando os executores dessa política, que são policiais e bombeiros”, contou. O Programa de Jornada Extra, que era uma reivindicação das categorias, deverá receber melhorias.

“Um praça, por exemplo, por 8 horas de serviços extras, ele vai ganhar 120 reais, podendo fazer, durante o mês, até oito plantões. Os oficiais e delegados, a cada 12 horas extras trabalhadas, receberão 270 reais, que é quase 3 vezes o que eles ganhavam anteriormente antes dessa nova política”, disse Damázio. O salário inicial de policial militar em Pernambuco é por volta de R$ 2,4 mil.

Em relação à possível greve dos policiais civis, que será decidida pela categoria no próximo dia 17, o secretário acredita que, com as novas políticas, o movimento não aconteça. “O grande mote dessa greve seria o problema de jornadas extras, porque, com relação aos salário, já foi discutido no ano passado, e num ambiente mais favorável à categoria. Se for discutir salário esse ano, com certeza os ganhos seriam bem menores, até por conta da situação econômica”, falou Damázio.

A SDS vai contar agora com quatro diretores de operação em cada um dos quatro órgãos. De acordo com o secretário, as mudanças no comando estão dentro do espírito de renovação que norteia o Pacto pela Vida. “O pacto é uma política de segurança que tem excelente resultados, mas é uma política que se renova a cada dia. Cada dia pensamos uma forma de incrementar”, concluiu.

Concurso
O secretário revelou que o governador do estado, Eduardo Campos, autorizou a chamada de 1.612 pessoas remanescentes do concurso para soldado da PM. O governo também autorizou a realização de concurso para oficiais da PM. Em relação aos delegados, deverá haver concursos, entretanto a questão ainda está em discussão.
Fonte: g1.com.br

Nenhum comentário:

Postar um comentário