sexta-feira, 13 de julho de 2012

PROFESSOR DA UERN FOI MORTO POR R$ 90,00, DOIS CELULARES E UM RELÓGIO




Tudo esclarecido. Os detalhes da morte do professor da Universidade do Estado do Rio Grande do Norte (UERN) Carlos Magno Viana Fonseca, ocorrida na noite do dia 20 de novembro do ano passado no Sítio Lagoa de Dentro, zona rural de Doutor Severiano, foram divulgados na manhã de desta quinta-feira (12), na sede da Divisão de Polícia do Oeste (DIVIPOE), em Mossoró. De acordo com o delegado regional de Pau dos Ferros Inácio Rodrigues, responsável pela investigação do caso, o professor foi morto por R$ 90,00, dois aparelhos de telefone celular e um relógio de pulso.

Inácio Rodrigues concedeu entrevista coletiva e na oportunidade apresentou à imprensa os dois autores do crime que já estão presos: Francisco Rafael Leite Mendes, 21 anos, natural da cidade de Encanto-RN, e Ivan Bueno de Souza Júnior, 18 anos, natural de Doutor Severiano-RN. O terceiro envolvido diretamente no latrocínio também já está preso e foi localizado pela polícia do Rio Grande do Norte com o auxílio da polícia de São Paulo, trata-se de Elias Tibúrcio Rodrigues, que está detido na cidade de Santa Bárbara do Oeste-SP.

Segundo Inácio Rodrigues, Elias será transferido para Mossoró na próxima segunda-feira. A escolta do preso será acompanhada pelo delegado titular da DIVIPOE de Mossoró, Odilon Teodósio. Rafael e Júnior confessaram participação no crime, porém, ficaram jogando a responsabilidade sobre quem atirou no professor um para o outro. Mas, de acordo com Inácio Rodrigues o autor do disparo que atingiu o olho do professor Carlos Magno foi Rafael. A arma usada foi um revólver calibre 38, que já foi apreendido pela polícia.

Nenhum comentário:

Postar um comentário