domingo, 17 de novembro de 2013

MORRE UM PM



Morreu um Policial Militar seus comandantes dizem ele cumpriu seu dever, seus colegas dizem ele foi um herói, a população diz era a profissão dele ele escolheu se arriscar, alguns dizem ele foi vitima do acaso, os médicos dizem constata-se o óbito, que definido cientificamente por um processo irreversível de cessação das funções biológicas necessárias à caracterização e manutenção da vida. Irreversível não há como voltar não a medalha, horária ou indenização que traga de volta aquele homem que aos olhos da população Jornalistas médicos e comandantes era um Policial Militar, mais para alguns poucos era Luís Pedro de Souza Gomes, ou Apenas Luís um; Filho, Pai, Irmão, Amigo, Marido, Tio, Cunhado e o evento morte acima descrito de tantas formas tem apenas um significado PERDA. Imagine um filho que vê no Pai o seu herói, e exemplo a ser seguido diz aos amigos com orgulho que seu Pai é Policial da Força Nacional seu Peito infla seus olhos Brilham seu sorriso transcende.

Agora imagine como dizer a este menino que seu herói se foi para nunca mais voltar, imagine agora seus olhos tristes cheios de lágrimas e aquele sorriso desaparecendo vendo seu Pai dentro de uma caixa fria de madeira deitado de olhos fechados e inertes. Aquele Pai que tanto brincava que tanto sorria agora frio e gelado, a criança chora e diz acorda Pai, acorda Pai... Desesperado seu peito antes inflado de orgulho agora se enche de tristeza e angustia, sua mãe diz calma filho seu Papai esta no Céu e ele triste e desconsolado diz não mãe eu quero meu Pai aqui.Me diga como preencher o vazio deixado no coração pela perda de um ente querido que para os demais é apenas mais um POLICIAL MILITAR... Dentro desta farda há um corpo que sofre, por baixo do colete existe um coração que bate,sente e sofre lembre-se disso quando tombar mais um guerreiro não são um PM é um Homem que fará falta a muita gente 
Fonte: passando na hora

Nenhum comentário:

Postar um comentário