domingo, 24 de novembro de 2013

PARTIDO DA REPÚBLICA ROMPE COM ROSALBA E JÁ FALA EM CANDIDATURA PRÓPRIA AO GOVERNO

João Maia leva o PR para a oposição
João Maia leva o PR para a oposição

No Encontro Estadual do Partido da República (PR), realizado na manhã dessa sexta-feira (22), em Natal, os membros da legenda defenderam uma candidatura própria ao Governo do Estado após a oficialização do rompimento com Rosalba Ciarlini (DEM).

O evento reuniu mais de mil integrantes do partido, entre deputados, prefeitos, vice-prefeitos, vereadores, ex-prefeitos, filiados e correligionários do partido. O discurso predominante foi o de união para tornar o PR ainda mais forte, além do desejo de muitos em ter um candidato para o governo e o nome sugerido foi o do presidente João Maia.
Um dos empresários que fizeram questão de prestigiar o evento foi Marcelo Alecrim, que fez um rápido discurso, onde disse: "João Maia é um homem sério, que sabe o que o Rio Grande do Norte precisa para melhorar o Estado, e seu nome é o ideal para ser governador. Sua história e experiência de vida comprovam sua capacidade".


Depois das palavras dos componentes da mesa, foi a vez de o presidente do PR, João Maia, falar sobre o evento. "Esse partido hoje mostrou que é uma organização política que tem vida, alma, solidariedade e democracia. Isso é o que é mais importante em um partido político".
O desgaste do Governo do Estado foi motivo de algumas declarações por parte dos componentes da mesa. O presidente João Maia revelou que: "A coisa mais difícil que nós temos de fazer, e nós precisamos estabelecer, são prazos e qual é o projeto político para o RN. Não temos um governador com metas, propostas, prazos... Se não for assim, vai para a vala comum".

No final de sua fala, o presidente do PR preferiu colocar em votação a decisão de seguir em frente ou não como aliado do Governo do Estado. João Maia pediu para levantar a mão quem achava que o PR deveria deixar de ser aliado.

A maioria sinalizou que o PR deveria deixar o governo Rosalba Ciarlini.

Como coordenador da Bancada Federal em Brasília, o deputado João Maia garante que a decisão partidária tomada nessa sexta-feira não terá nenhuma influência no diálogo com todas as lideranças políticas do Estado. "Quando o assunto é o Rio Grande do Norte, o Partido da República segue com a responsabilidade de contribuir com o seu desenvolvimento", argumenta João Maia.
Fonte: O Mossoroense

Nenhum comentário:

Postar um comentário