segunda-feira, 15 de agosto de 2011

MOSSORÓ SERÁ ALVO DE OPERAÇÃO DA PM

De acordo com comandante da PM, já houve 128 homicídios na cidade em 2011 e operação será realizada para prender acusados deste tipo de crime.
O Comando da Polícia Militar do Rio Grande do Norte está planejando uma operação em Mossoró, para prender acusados de ter cometido homicídios no início deste ano. A quantidade de crimes dessa natureza na segunda maior cidade potiguar já chega a 128, apenas em 2011 e, de acordo com o comandante da PM do RN, coronel Francisco Araújo, a maioria dos casos está ligada ao acerto de contas em relação às drogas.
Em entrevista ao Jornal 96 na manhã de hoje (15), coronel Araújo afirmou que a grande quantidade de homicídios em Mossoró nos primeiros meses do ano fez com que a Secretaria de Estado da Segurança Pública e defesa Social (Sesed) determinasse a intensificação do policiamento na cidade.
De acordo com coronel Araújo, a maioria dos 128 homicídios registrados em Mossoró ao longo deste ano é decorrente do acerto de contas em relação às drogas. A secretaria de segurança determinou que houvesse uma intensificação do policiamento na cidade. “Durante junho e julho reduzimos em mais de 200% a quantidade de homicídios, em relação a abril passado. Hoje, podemos dizer que a situação está sob controle, mas ainda ocorrem acertos de contas”, avaliou.
O comandante da PM lembrou que recentemente houve a operação Conexão, realizada em Caicó, desenvolvida pela Polícia Civil e com participação dos policiais militares da cidade, com a intenção de coibir o tráfico de drogas. Com essa medida, 37 pessoas foram presas e a iniciativa continua sendo realizada na região do Seridó. “A droga que hoje está em todo o território brasileiro é o crack, por ser barata e fácil de encontrar. Hoje, é o mal do século para a juventude, que não tem uma ocupação, nem áreas de lazer disponíveis”, contou.
INVESTIMENTOS
Coronel Araújo disse também que, apesar de todas as dificuldades financeiras e orçamentárias, está havendo investimento na melhoria da estrutura de segurança pública por parte do Governo do Estado, em relação a equipamentos e qualificação.
Ele contabiliza que no mês passado, foram entregues 23 carros para a PM, 6 caminhonetes para a Polícia Ambiental e 4 veículos para o Batalhão de Operações Policiais Especiais (Bope), além de pistolas de arma não letal. Para este segundo semestre, estão previstos cursos de aperfeiçoamento para os policiais. “Também temos um pleito de correção para o salário, que não é de aumento, mas equiparação com a polícia civil. Caso haja a mudança, o salário de um soldado deverá passar de R$ 1,7 mil para cerca de R$ 3 mil”, completou.
Fonte: nominuto.com

Nenhum comentário:

Postar um comentário