terça-feira, 14 de maio de 2013

PMDB VIVE CLIMA DE 'REBELIÃO' APÓS CANCELAMENTO DE ENCONTRO ESTADUAL


O PMDB do Rio Grande do Norte vive, em suas bases, notadamente entre os jovens, um clima de "rebelião", fomentado por lideranças das bases partidárias e também por parlamentares estaduais. O estopim do movimento foi a decisão do presidente estadual do partido, deputado Henrique Alves, de cancelar a reunião estadual do partido, marcada para dia 10 passado. 

Na sexta-feira, ao participar da posse da nova composição do Diretório Municipal do PMDB em Natal, o presidente estadual da Juventude Estadual do partido, Gleydson Macedo, defendeu o lançamento da candidatura própria do PMDB ao Governo do Estado nas eleições do próximo ano, no que foi seguido pelo presidente do diretório, deputado Hermano Morais.

Foi justamente para evitar a manifestação da base do partido que Henrique Alves cancelou o encontro que não tem mais data certa para acontecer. O clima de insatisfação das bases com o cancelamento da reunião ficou patente no fim de semana quando o deputado Nelter Queiroz defendeu, no microblog Twitter, que a juventude do PMDB se reuna o mais breve possível, incluindo até jovens não filiados.
A reunião continua sem data para acontecer, mas o movimento das bases do PMDB tende a aumentar em volume e intensidade. 

O deputado estadual Hermano Morais defende, na condição de dirigente partidário, que o PMDB aproveite o bom momento e se prepare para lançar candidato ao governo. Ele avalia que o partido saiu fortalecido das eleições de 2012 e que a candidatura própria é tanto um anseio das bases quanto uma orientação da Executiva Nacional da legenda.

O presidente da Juventude Estadual do PMDB, Gleydson Macedo, disse que o encontro estadual, para o qual o segmento que dirige se preparou, pode estar cancelado, mas a Juventude não pode ser proibida de se manifestar. Pelo visto, o clima de "rebelião" vai continuar. 
Fonte: Jornal de Fato

Nenhum comentário:

Postar um comentário