sexta-feira, 14 de junho de 2013

CONSULT COLOCA ROSALBA CIARLINI COM 84% DE DESAPROVAÇÃO ENTRE CLASSES A E B DE NATAL

Rosalba segue mal avaliada pela elite
O governo da "Rosa" segue de mal a pior

Pesquisa do Instituto Consult divulgada pelo blog do jornalista Bruno Giovanni mostrou que a governadora Rosalba Ciarlini (DEM) é desaprovada por 84,33% dos integrantes das classes A e B de Natal.

O levantamento segmentado foi realizado entre os dias 10 e 12 de junho. Foram 600 entrevistados. Destes, apenas 4,50% disseram aprovar e 11,17% disseram não ter opinião formada.

A sondagem avaliou quatro cenários para a disputa pelo Governo do Estado. Em todos a governadora Rosalba Ciarlini aparece em último lugar. No primeiro a vice-prefeita do Natal, Wilma de Faria (PSB), lidera com 22,17%, empatada tecnicamente com o deputado estadual Fernando Mineiro (PT), que fica com 22,67%. O terceiro colocado é Henrique Alves (PMDB), com 10,67%, seguido pelo vice-governador Robinson Faria (PSD), com 6,67%, e Rosalba, com 2,17%. Nenhum teve 20,67% e não sabe 14%.


No cenário 2, quem lidera é o ministro da Previdência Social, Garibaldi Filho (PMDB). Ele aparece com 24%. Wilma está em segundo, com 21,33%, Mineiro tem 19,83%, Robinson, 6,50% e Rosalba, 2%. Nenhum teve 15,83% e não sabe 10,50%.

Já no cenário 3, quem lidera é Henrique, com 20,17%, Robinson está em segundo, com 14,67%, e Rosalba, 2,83%. Nenhum tem 41,83% e não sabe 20,50%.

No quarto cenário Garibaldi tem 41,17%, Robinson, 12%, e Rosalba, 2,17%. Nenhum 30,50% e não sabe 14,17%.

Para o Senado, a pesquisa mostrou o favoritismo da deputada federal Fátima Bezerra (PT) entre as classes A e B. Ela lidera com 35,5%, seguido por Wilma, com 17,67%, Henrique, 14%, e Robinson Faria com 4,17%. Nenhum teve 17,67 e não sabe somou 11%.

Para deputado federal, os mais citados foram Mineiro, com 19,67%, Wilma, com 11,33%, Felipe Maia (DEM), com 10,50%. Para deputado estadual, os mais lembrados foram Mineiro, com 5,33%, Hermano Morais (PMDB), com 3,67%, e Walter Alves (PMDB), 2%. Nenhum teve 11% e não sabe 63,83%.
Do O Mossoroense

Nenhum comentário:

Postar um comentário