domingo, 30 de outubro de 2011

POLICIAMENTO DE MOSSORÓ QUASE TODO PARADO

Dando continuidade ao movimento intitulado SEGURANÇA COM SEGURANÇA, onde policiais militares lotados nos batalhões de Mossoró exigem de seus respectivos superiores o cumprimento de aspectos legais para o desempenho de suas funções, ocasionaram hoje pela manhã uma drástica redução do já deficiente contingente policial nas ruas da capital do oeste.

De todo o efetivo de Rádio Patrulha apenas 2 viaturas foram às ruas, o serviço de PATAMO foi reduzido pela metade e a Viatura da ROCAM também não atuou ficando, como diz no linguajar da caserna, "fora de combate". As viaturas "baixadas" encontram-se com diversas irregularidades tais como: licenciamento atrasado, sem estepe, motorista sem habilitação e sem curso de condutor de veículo de emergência. Os policiais escalados em tais viaturas foram distribuídos para fazerem patrulhamento a pé, comprometendo os deslocamentos e o atendimento das ocorrências à população.

Hoje pela manhã o presidente da APRAM, o Soldado Jádson, esteve presente nos estúdios da RPC onde explicou, durante o programa RPC Patrulha, o significado do movimento para os policiais que devido a inobservância de preceitos legais e ausência de equipamentos arriscam suas vidas ainda mais por pura negligência do estado. As últimas informações que chegaram à APRAM dão conta que as poucas equipes que estão nas ruas realizam uma espécie de operação "Tolerância Zero", abordando e levando à delegacia qualquer contravenção penal e delitos previstos pela legislação, onde nesse momento quase todas as viaturas encontram-se em procedimentos na DP de Plantão.
Fonte: APRAM

Nenhum comentário:

Postar um comentário