sábado, 23 de março de 2013

POLÍCIA FEDERAL PODE ESTAR PERTO DE ELUCIDAR MORTE DE AGENTE PENITENCIÁRIO FEDERAL


Lucas, agente assassinado

Após ouvir várias pessoas e homicidas, a Polícia Federal pode estar perto de elucidar o assassinato do agente penitenciário federal Lucas Barbosa, morto a tiros e o corpo abandonado às margens da Estrada da Raiz, no bairro Santo Antônio, em dezembro do ano passado.

Segundo informações repassadas por uma fonte da Justiça esta semana, as investigações mediante a escuta telefônicas autorizadas pela Justiça chegaram a duas mulheres que estariam ligadas aos assassinos, que também teriam sido identificados e estariam com os nomes em sigilo.

Outro fator que também está sendo mantido em segredo de justiça seria os motivos do crime, que a princípio foi apontado como passional e agora mudou para latrocínio (assalto seguido de morte).
"Os assassinos teriam pego Lucas Barbosa para assaltar e quando ficaram sabendo que se tratava de um agente penitenciário federal, o mataram com requintes de crueldade para simular que foi uma organização criminosa do sul do país", explicou a fonte.

Ainda segundo as informações, o homicídio teria acontecido em outro lugar e o corpo "desovado" na Estrada da Raiz. "As balas que mataram o agente foram de calibre diferentes das cápsulas encontradas junto ao corpo e no veículo Ceratto incendiado", concluiu.
Fonte: O Mossoroense

Relembrando o crime:

No dia 18 de dezembro de 2012 a Polícia Militar foi acionada por volta das 10h40min, para o bairro Estrada da Raiz onde recebeu a informação da existência de um veículo em chamas tipo Kia Serato, de cor prata, placas NNR-5181 Mossoró, e nas proximidades do veículo a polícia localizou um homem com vários tiros pelo seu corpo e com as mãos amarradas.

O CIOSP pediu a PRF para fazer o levantamento da placa do veículo e então foi descoberta a identidade da vítima. A vítima foi identificada como sendo o agente Penitenciário Federal, Lucas Barbosa Costa,  22 anos de idade, natural de Teresina no Piauí. 

O mesmo trabalhava no Presidio Federal de Mossoró e foi executado com vários disparos de pistola na ocasião do crime.





Nenhum comentário:

Postar um comentário