segunda-feira, 3 de março de 2014

SERVIDORES DA MATERNIDADE DE RIACHO DA CRUZ ENSAIAM PRIMEIRA GREVE DE SUA HISTÓRIA

Neste último final de semana circulava em Riacho da Cruz uma notícia de que os motoristas de ambulância da maternidade estavam em greve, só não sei se eram todos mas o certo é que a greve existiu entre os servidores e o motivo foi a falta do pagamento de adicional noturno por parte do Poder Executivo local.

De acordo com matéria publicada no blog O Mural de Riacho da Cruz, a prefeita nega haver existência de uma greve por parte dos servidores, mas ao mesmo tempo confirma ter recebido os “grevistas” e ter feito um acordo de que os mesmo não concorreriam mais a uma escala de 24 horas mas apenas de 08 horas diárias.

No entanto, se houve greve ou não, fica uma lição para a Chefe do Executivo Municipal que na atual conjuntura em que nos encontramos onde todos os servidores públicos conhecem seus direitos, e, mais cedo ou mais tarde esse adicional noturno terá que ser paga até porque quem vai substituí esses motoristas no plantão noturno também terá direito ao adicional noturno, até porque esse é um direito garantido na Consolidação das Leis Trabalhistas (CLT) e também na nossa Constituição Federal em seu artigo 7º, inciso IX.

Nenhum comentário:

Postar um comentário