sábado, 8 de março de 2014

VAI MOSTRA O QUE? GOVERNADORA ROSALBA VAI GASTAR R$ 25 MILHÕES EM PROPAGANDA

Enquanto muitos aproveitavam as praias e festas durante o carnaval, o Governo do Estado publicou na edição do último sábado (de carnaval) do Diário Oficial do Estado (DOE) o resumo do contrato da Assessoria de Comunicação Social (ASSECOM), que destinará R$ 25 milhões para a “prestação de serviços de publicidade”.

Segundo o contrato, assinado no dia 28 de fevereiro, pelo secretário de Comunicação, Paulo Araújo, e com duração até 27 de fevereiro do próximo ano, os R$ 25 milhões serão pagos às agências ART & C Comunicação Integrada LTDA., Base Propaganda LTDA., Criola Propaganda LTDA., DOIS A Publicidade, FAZ Propaganda LTDA., RAF Comunicação e Marketing LTDA; como o objetivo de “divulgação de Ações Governamentais”.

A “torneira” para gastos com publicidade, vale lembrar, foi aberta depois de um pronunciamento feito pelo deputado estadual Fernando Mineiro, do PT, em que ele criticou o anúncio do Governo Rosalba Ciarlini de gastar R$ 4 milhões para campanhas educativas do Detran/RN. Isso porque, enquanto anunciava despesas nessa ordem, a atual gestão estadual manteve uma dívida de distribuição de sementes para agricultores do interior do RN.


Segundo Mineiro, a dívida de 2013, em torno de R$ 3 milhões, com a empresa que ganhou a licitação para a venda de sementes, ainda não foi paga, e como a mesma empresa será a distribuidora de sementes este ano, condicionou a entrega do produto ao pagamento.
“O governo ainda não começou a distribuição aos agricultores. Já houve nova licitação, para esse ano, mas a empresa só entregará o produto ao governo, se for paga a dívida do ano passado. Olhe que situação, a dos agricultores que já estão preparando as suas teras e dependem do governo para plantar”, afirmou Mineiro.

O deputado estadual questionou os gastos com propaganda e publicidade num momento em que além da falta de pagamento para o fornecimento de sementes, há precariedade em serviços como a educação, a saúde e o funcionamento de setores como um todo.

Inclusive, Mineiro não é o único parlamentar estadual a criticar os gastos do Governo do Estado com publicidade. O deputado Kelps Lima, do Solidariedade, inclusive, já apresentou até um projeto de lei que visa proibir os gastos com publicidade pessoal. Ou seja: limitaria os gastos públicos com propagandas que, exclusivamente, tivessem caráter educativo, de divulgação das potencialidades turísticas do Estado ou de melhorias para a qualidade de vida da população, como são os casos das campanhas de trânsito.
Fonte: Jornal de Hoje

Nenhum comentário:

Postar um comentário