sexta-feira, 8 de julho de 2011

SECRETÁRIO PROÍBE IMPRENSA DE TER ACESSO A LIVRO DE OBITUÁRIO DO ITEP

Ainda não se sabe como, mas o próprio órgão ficará responsável por fornecer os números à imprensa e à sociedade.

Com o argumento de que pretende corrigir distorções ocorridas entre a quantidade de cadáveres que davam entrada no necrotério e os motivos das mortes, o secretário de Segurança Pública e da Defesa Social (SESED), Aldair da Rocha, baixou uma determinação impedindo a impressa ou qualquer outro cidadão a ter acesso ao livro público de obituário do Instituto Técnico-científico de Polícia (ITEP).

Segundo a determinação, a medida considerada uma censura por parte de imprensa, visa organizar o funcionamento do ITEP, e foi divulgada, na manhã de terça-feira passada, 5. Funcionários do ITEP foram informados da decisão através de um telefonema e por meio da imprensa local.

Segundo o secretário da SESED, o próprio órgão ficará responsável por fornecer os números à imprensa e à sociedade. As informações à imprensa partirão, a partir da próxima semana, da Subcoordenadoria de Estatística e Análise Criminal (SEAC), subordinada ao Centro Integrado de Operações de Segurança Pública (CIOSP).

O secretário da SESED, Aldair da Rocha, acredita que, dessa forma, a sociedade será informada da quantidade de ocorrências, evitando divergências de informações entre as unidades policiais e o ITEP.

"Queremos disciplinar, ter apenas uma fonte de informação, uma fonte oficial, que é a Subcoordenadoria de Estatística e Análise Criminal. Isso não representa nenhum tipo de censura, e que não desejam esconder a verdade dos fatos", explicou o secretário.

Uma reunião entre o secretário Aldair da Rocha, o diretor-geral do ITEP, Nazareno de Deus, a equipe da Seac e a Assessoria de Imprensa da SESED definirá, em breve, como será feita a divulgação dos dados.

Fonte: Gazeta do Oeste

Nenhum comentário:

Postar um comentário