sábado, 12 de janeiro de 2013

GIRO PELA NOTÍCIA


Sem política
O jornalista Cassiano Arruda faz hoje um almoço que reunirá políticos do PMDB e do DEM. Oportunidade para selar a paz? Não. Pelo menos se depender do que disse o ministro Garibaldi Filho (PMDB) à jornalista Thaisa Galvão, a política vai ficar fora do cardápio. Para o líder do PMDB não haverá clima para abordar o assunto. Pelo andar da carruagem, o evento pode evidenciar o clima pesado entre os partidos.

Um exemplo a ser seguido
O prefeito de Angicos, Região Central potiguar, Expedito Edilson Chimbinha Júnior, (Júnior Batista, DEM), mesmo consciente de que não é responsabilidade constitucional da gestão garantir o transporte estudantil a alunos que estudem em unidades educacionais fora do município, (UERN e IFRN) o chefe do Executivo disse que solicitou a doação de dois ônibus escolares junto a secretaria de educação. Ainda segundo o prefeito até o dia 20 deste mês retornará a Capital no intuito de finalizar as negociações para a aquisição do ônibus escolar.

Piso salarial dos professores
Após o anuncio do aumento no piso salarial dos professores, 7,97%, feita pelo ministro da educação Aluízio Mercadante, a governadora Rosalba CIarlini confirmou também esse aumento salarial para os professores. Os docentes que têm nível médio passam a ter o salário de R$ 1.174 em fevereiro, retroativo a janeiro. Já os professores graduados, passam a receber R$ 1.644.

Aos cofres públicos
Criada para apurar o elo de políticos e empresários com o bicheiro Carlinhos Cachoeira, a comissão parlamentar mista de inquérito conhecida como CPI do Cachoeira custou aos cofres públicos R$ 167.101,16, segundo dados oficiais da Diretoria Geral do Senado. Detalhe, a CPI do Cachoeira teve fim no dia 18 de dezembro, onde o relatório dos trabalhos se resumiram em duas páginas, após não haver um consenso entre os membros da comissão e seu relator. Tal parecer foi encaminhado ao Ministério Público junto com o material recolhido na apuração.

Nenhum comentário:

Postar um comentário